Pesquisar este blog

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Niterói e sua vocação protetora

 A cidade de Niterói, tão comentada pelo sua ótima qualidade de vida, possui um fantástico complexo de Fortes e Fortaleza, que tinha como principal função, proteger a cidade do Rio de Janeiro de ataques oriundos pela Baía de Guanabara. Destaque para as seguintes construções: Fortaleza Santa Cruz, e o conjunto histórico do Forte Barão do Rio Branco, que é formado pelas ruínas da antiga Fortificação São Luiz, dos Fortes do Pico e Imbuí.

Forte Barão do Rio Branco, São Luiz e do Pico

  O acesso se faz pelo bairro de Jurujuba - Niterói, e de lá é possível chegar por meio de transporte específico para visitações, até os Fortes São Luiz e do Pico, com seus 230m de altitude. Exclusivamente em homenagem ao dia do Soldado (25 de Agosto), uma caminhada é realizada, até a Fortaleza Santa Cruz, atraindo cerca de 10.000 pessoas que realizam o percurso em um clima descontráido e saudável.
  Dada sua altura e localização privilegiada, o local que fora ocupado pelo antigo Forte São Luiz, desde 1567, servia como como ponto de vigilância protegendo a entrada da barra, toda a Baía de Guanabara e a Fortaleza de Santa Cruz de possíveis ataques. O Forte veio ser construído em 1770 por ordem do Marquês do Lavradio. Em 1918, foi concluída a construção do Forte do Pico, na parte mais elevada do morro, contando com modernos e eficientes obuseiros de 280 milímetros, importados da Alemanha, tendo sido o Forte desativado, em 1565. 
  Atualmente, as construções do Pico ainda preservam, com imponência e grandiosidade, guaritas e muros de pedra já cobertos de vegetação, portões de acesso, corredores, galerias e túneis carregados de mistério e largos pátios rochosos. Do alto, avista-se, de um lado, a Fortaleza de Santa Cruz, o Morro da Urca, o Pão-de-Açúcar, e as belezas do Rio de Janeiro; de outro, o Forte do Imbuí e a infinitude atlântica, numa visão absolutamente deslumbrante.

 Fortaleza Santa Cruz

  Considerada a primeira construção da Baía de Guanabara, sua história remonta ao ano de 1555, com o Almirante francês Nicolau Durand de Villegaigon, que montou duas bocas de fogo para defender a França Antártida, controlando quem entrava e saía da barra do Rio. 
   Em 1567, os franceses foram dominados e expulsos pelo Governador-Geral Mem de Sá, e no mesmo ano, a fortificação foi elevada à categoria de Bateria, por Salvador de Sá, que lhe deu o nome de Bateria de Nossa Senhora da Guia. Em 1612, contando então com vinte bocas de fogo, passa a ser chamada de Fortaleza de Santa Cruz da Barra. Durante todo o século XVIII e até o início do século XIX a Fortaleza é mantida em completo e permanente estado de guerra, a partir 1831 passou a abrigar prisioneiros políticos.  
  A Fortificação participou de alguns combates, como o de 5 de Julho de 1922, em que a Artilharia atacou o Forte de Copacabana e em 4 de Novembro de 1924 respondendo ao bombardeio do encouraçado São Paulo que, entretanto, conseguuiu transpor a barra. O último disparo produzido pelas tropas da Fortaleza de Santa Cruz foi um tiro de advertência, em 1955, contra o cruzador Tamandaré.
  Com seu complexo arquitetônico imponente e grandioso, a Fortaleza de Santa Cruz, causa ao observador o impacto do respeito, por meio do impacto. No seu interior, destaque para o relógio do Sol, a capela de Santa Bárbara, em estilo colonial, um antigo paiol, as 41 casamatas divididas em 2 andares com seus canhões seculares, o farol, além de uma vista fantástica do encontro entre o verde, o céu e o mar.

Fábio Torres
Vista para o Pão de Açúcar, tendo o Corcovado, ao fundo.


Fábio Torres
Forte São Luiz


Fábio Torres
Caminhada dos Fortes.


Fábio Torres
Praia no interior do Forte Barão do Rio Branco


Fábio Torres
Caminhada em um clima de muito verde e paisagem


Fábio Torres
Visual durante a subida


Fábio Torres
Forte São Luiz


Fábio Torres
Ruínas do Forte São Luiz


Fábio Torres
Ruínas


Fábio Torres
Vista do Forte São Luiz



Fábio Torres
Obuseiro


Fábio Torres
Guarita


Fábio Torres
Forte São Luiz


Fábio Torres
Caminho em direção à Fortaleza Santa Cruz


Fábio Torres
A travessia possui uma beleza inigualável


Fábio Torres
Vista do interior de uma das guaritas entre os Fortes


Fábio Torres
Guarita localizada entre os Fortes


Fábio Torres
Controle da entrada da barra - Fortaleza Santa Cruz



Fábio Torres
Entrada da Fortaleza Santa Cruz da Barra


Fábio Torres
Interior da Fortaleza Santa Cruz


Fábio Torres
Vista da Fortaleza Santa Cruz


Fábio Torres
Capela de Santa Bárbara


Fábio Torres
O Céu, o verde e o mar


Fábio Torres
Farol


Fábio Torres
Visão privilegiada
Fábio Torres
Vigilância constante



2 comentários:

BELLYTOUR disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aryane Albertassi disse...

Explêndido!!
Lugar maravilhoso.. é lamentável como metade da população carioca não reconhece nossas riquezas!

Seguidores